informativo

Termo de troca de mercadoria

De acordo com o código de defesa do consumidor (CDC), Artigos 18 e 26, nenhuma loja é obrigada a trocar uma mercadoria porque o cliente não gostou, o tamanho não serviu, a cor não agradou, ou porque o produto comprado (ou ganho), não era bem o que o consumidor queria. As trocas serão obrigatórias em caso de defeito do produto. Geralmente os lojistas aceitam fazê-las por gentileza e para manter a fidelidade do cliente. Para garantir o direito de substituição, por motivo de tamanho, cor ou modelo, o prazo para troca é de 7 dias.

 Conforme determinação da Secretaria da fazenda, através do Decreto Nº 21.400 Art. 62, para ser efetuada uma troca são necessários o cupom fiscal e o CPF do cliente.

Caso o produto desejado não esteja disponível no estoque, o consumidor terá direito a um crédito no valor correspondente ao referido produto adquirido anteriormente através de Nota ou Cupom, para que possa exercer a compra de qualquer outro produto de marca ou modelo diferente, na LOJA em que o item foi adquirido. Se o artigo escolhido for de valor inferior, o consumidor deverá complementar o crédito com outros produtos, ultrapassando o valor do crédito, o consumidor deverá pagar a diferença no momento da aquisição dos produtos.

* Itens adquiridos no ato da troca não poderão ser trocados novamente.
* Itens com o final do preço noventa e nove centavos, nosso indicativo de promoção, não poderão ser trocados.
* Não poderão ser trocados: Itens da Perfumaria,cosméticos, meias, meia calça e cuecas.
* Não fazemos devolução de dinheiro.
* Horario de troca: segunda a sexta, das 8:00 às 17:30.

















Sapatos, acessórios de couro, carteiras e cintos

– Após usar um sapato, para couro liso passe um pano limpo e úmido ou produtos apropriados; para camurça ou nobuck, utilize escova de cerdas macias ou produtos apropriados;
– Evite usar um calçado por mais de dois dias seguidos. Deixe os calçados descansarem por pelo menos um dia antes de usá-los novamente, pois o suor em excesso e o calor gerado reduzem a durabilidade do couro;
– Os calçados devem ser guardados em locais arejados;
– Caso de sapato fique úmido ou molhe seque seu sapato à sombra. O sol pode alterar sua cor, fazer com que o calçado perca a maciez e danifique sua estrutura;
– Guardar o calçado por longo tempo sem uso pode provocar alterações em seus componentes, como a decomposição do solado ou descolagem, o que não caracteriza má qualidade do produto ou defeito de fabricação;
– Após a limpeza, para couro liso, também recomendamos passar, no mínimo duas vezes por mês, graxa especial para calçados. Dê brilho com uma escova macia ou flanela. Para camurça e nobuck, um renovador de couro. Se preferir leve-os para seu engraxate de confiança;
– Para evitar que o couro da parte posterior do calçado se deforme, utilize sempre uma calçadeira.

- O couro nunca deve ser limpo com produtos químicos, como detergente e sabão.
- Não aconselhamos a lavagem do sapato, pois esta pode ocasionar danos, como endurecimento das fibras do couro, perda da cor e manchas.


Observações importantes
- Diferente dos produtos sintéticos, o couro pode apresentar arranhões, marcas ou pequenas diferenças na tonalidade - características naturais da pele do animal.- O couro, durante sua fabricação, é submetido a intenso tingimento. Por isso, recomendamos evitar o uso de meias claras com sapatos que tenham forros internos escuros.